quarta-feira, 18 de dezembro de 2013


2 comentários:

  1. Assim que li o poema, lembrei da lenda do sábio chinês!

    "Sou um homem que sonhou que era uma borboleta? Ou sou uma borboleta sonhando que transformou-se em um homem?”

    ResponderExcluir
  2. No fundo não quero ser
    Nem sábio nem borboleta
    Quero mesmo é ser poeta
    E quero querer querer

    Abraços, Mano!

    ResponderExcluir