sábado, 7 de fevereiro de 2015


2 comentários:

  1. O poema está perfeito, mas poderia ser mais completo (se as hermenêuticas poéticas permitirem, claro):

    Se atirar pedra
    Seja ao vento
    Se usar baladeira
    Seja em uma lata
    Para que o canto do passarinho
    Continue ao amanhecer
    E as crianças a brincar na inocência.

    ResponderExcluir
  2. É sempre bom deixar, Mano, uma incompletude para que o leitor a preencha. Por isso a Meia-Tigela deste Poeta: fosse tigela cheia, e qualquer acréscimo extravasaria, demasiado. Boa contribuição: Grato

    Uma letra de lugar
    Mudemos da palavra Arma
    E o Medo já não alarma -
    Desarmado pelo Amar

    ResponderExcluir